3 Tendências de marketing digital

A cada vez mais empresas estão percebendo o potencial do marketing digital para alavancar seus negócios. Por isso, mais que um diferencial, produzir e oferecer conteúdo para os clientes se tornou uma necessidade para muitos negócios.

Mas, assim como em muitos aspectos do empreendedorismo, as práticas e tendências da área estão em constante mudança. Em entrevista a PEGN, André Siqueira, cofundador da Resultados Digitais, indicou três tópicos para empreendedores ficarem de olho.

O tema também será destaque no RD Summit, realizado pela empresa entre 6 e 8 de novembro em Florianópolis. Pequenas Empresas & Grandes Negócios estará no evento e fará uma cobertura completa de suas principais atrações - que também poderão ser assistidas online gratuitamente.

Conheça abaixo três tendências apontadas por Siqueira:

1. Uso de dados

Nunca foi tão fácil coletar, processar e interpretar dados. Eles ajudam a mapear o perfil e os interesses dos clientes e podem ser decisivos na hora de elaborar uma estratégia de marketing. Mas Siqueira aponta que as empresas precisam ficar atentas aos limites dos usos dessas informações e à privacidade dos consumidores. O tema, que já era importante, ganhou ainda mais evidência com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que entrará em vigor em agosto de 2020.

"Sempre foi muito comum que empresas compartilhassem dados e enviassem mensagens sem autorização para os seus clientes. Além de serem invasivas, essas práticas não são eficientes. A tendência é que elas sejam cada vez mais coibidas", diz o empreendedor.

2. Variedade de formatos

Como produzir conteúdo se tornou mais comum, as empresas que apostam nessa prática têm uma necessidade cada vez maior de se diferenciar. Por isso, Siqueira sugere que empreendedores explorem diferentes alternativas, como podcasts, vídeos, entre outros formatos.

Mas só apostar em modelos ou temas diferentes não garante o sucesso da estratégia. Cada negócio e cada público tem necessidades e interesses diferentes. "É fundamental saber exatamente quem é o cliente, que canais ele consome, de que formatos ele gosta e que tipo de informação faz sentido para ele", aponta Siqueira.

A proposta também deve combinar com a personalidade da empresa e da própria equipe envolvida na produção. "Não adianta pegar alguém travado e colocar para gravar um vídeo. É preciso fazer um match entre as duas coisas."

3. Humanização

Ao passo que tecnologias como inteligência artificial e automação se inserem cada vez mais na gestão e no próprio marketing, promover um olhar mais humano aos temas e ao público se torna um diferencial. Segundo Siqueira, saem ganhando as empresas que conseguem conhecer bem seus clientes e humanizar o relacionamento com eles.

"Todas essas tendências estão conectadas. Muitas empresas usam dados para conhecer o cliente e conseguir atender suas necessidades da melhor maneira e pelo canal adequado", diz ele. Ter diversidade nas próprias equipes, segundo ele, também ajuda a oferecer esse olhar mais humanizado.

Fonte: Pequenas Empresas Grandes Negócios